Dicas de e-commerce para quem quer começar a empreender

Ano após ano as vendas realizadas em lojas virtuais crescem consideravelmente. De acordo com uma pesquisa realizada pela Panorama Mobile Time/Opinion Box, 7 em cada 10 brasileiros já fazem compras pela internet, o que é bastante significativo, né?

Se formos analisar apenas o ano de 2019, vamos observar um crescimento de 22,7% em relação ao ano anterior. E esse número fica ainda mais empolgante quando olhamos para o faturamento, que bateu os R$75 bilhões de vendas online no mercado brasileiro.

Segundo o relatório NeoTrust, foram feitas 178,5 milhões de compras online no ano de 2019. E se há um grande volume de compras, significa que há oportunidades, por isso também cresce o número de empreendedores querendo vender em loja virtual.

Por isso, nosso conteúdo de hoje traz dicas de e-commerce para quem está começando a empreender. Vamos lá?

DICAS DE E-COMMERCE PARA COMEÇAR A EMPREENDER

PLANEJAMENTO DE E-COMMERCE É TUDO

Apesar da criação de lojas virtuais apresentarem uma grande facilidade, não dá pra se jogar de cara sem um planejamento mínimo, afinal, as vendas não vão acontecer sozinhas só porque você incluiu alguns produtos numa página online.

Por isso, o primeiro passo inevitavelmente é o planejamento. A gente sabe que esse passo pode não agradar os mais ansiosos, mas acredite, a complexidade de uma loja virtual pode te surpreender.

Então anota aí algumas dicas para incluir no seu planejamento de e-commerce:

  • Defina bem o seu público, ou seja, saiba para quem você quer vender
  • Existe realmente uma necessidade ou desejo desse público pelo produto que você escolheu vender?
  • Considere todos os valores que precisará investir no e-commerce (domínio, hospedagem, divulgação e mais)
  • Quanto tempo você terá disponível para se dedicar ao negócio?
  • Trace bem as suas metas iniciais, sendo realista
  • Como vai funcionar a cadeia de suprimentos? Você vai ter estoque? Vai trabalhar com dropshipping?

Entre outros.

Já deu pra perceber que não são poucos os detalhes, né? Então foco no planejamento!

DEFINA A PLATAFORMA PARA E-COMMERCE

Outro ponto super importante na sua jornada como empreendedor virtual é a escolha da plataforma de e-commerce. Hoje o mercado oferece diversas soluções, o que é positivo por um lado, mas pode ser negativo por outro, afinal, tantas opções podem parecer um pouco confusas.

Por isso, é fundamental pesquisar bem e considerar as melhores opções para o seu negócio. Se você está começando a vender em lojas online, não há a necessidade de uma plataforma muito robusta para grandes corporações que faturam milhões.

Você pode começar com negócios e plataformas para lojas virtuais pequenas e conforme o seu negócio vai crescendo, você vai migrando de plataforma.

Aqui mesmo no blog da Rodoê nós já fizemos um post apresentando 4 plataformas de e-commerce, vale a pena conferir.

E entre os principais fatores que você deve considerar na escolha de uma plataforma, podemos destacar:

  • Possibilidades de integração com outros softwares/ferramentas
  • Oportunidades de personalização, para deixar a loja virtual com a sua cara
  • Gateways de pagamento integrados

Entre outros.

VALORIZE A LOGÍSTICA

O processo logístico da sua loja virtual pode ser o fator chave para que o seu negócio seja um sucesso ou um fracasso, por isso merece total atenção e dedicação. E se engana quem pensa que a logística é só despachar o produto via correio.

Nesse processo, você deve considerar todas as etapas a partir do momento em que o cliente efetua a compra no e-commerce. A melhor forma de organizar o estoque (se houver), separar o produto, embalar com qualidade e segurança, garantir a entrega dentro do prazo e demais fatores.

Os correios são sim um dos maiores fornecedores logísticos do Brasil, mas não são os únicos e podem não ser o mais adequado ao seu tipo e necessidade de negócio.

Por isso, aqui no blog nós também falamos sobre os principais tipos de frete para e-commerce, para que você possa considerar as particularidades da sua loja.

INVISTA NO MARKETING E DIVULGAÇÃO

Como dissemos no início desse texto, o produto não se venderá sozinho, não no começo. Então você precisa de um bom plano de marketing e divulgação dos seus produtos. E nesse contexto, há diversas oportunidades para explorar.

Você pode investir em redes sociais, por exemplo, que são sempre uma boa opção para lojas virtuais e marcas divulgando produtos. Mas não se limite a isso, vá além! Segue algumas outras sugestões:

  • Invista em SEO (Search Engine Optimization), ou seja, técnicas para aparecer bem posicionado no Google
  • Construa uma base de clientes, capturando o e-mail/contato deles em alguma página de promoção ou landing page.
  • Trabalhe o relacionamento com o cliente, com e-mail marketing e/ou estratégias de inbound marketing.
  • Ofereça demais conteúdos úteis ao seu público, não foque apenas na venda do produto em si

Entre outros.

Lembrando sempre que é preciso conhecer a fundo o seu público para decidir as melhores estratégias de marketing para e-commerce. Dependendo do seu produto, seu público pode estar no LinkedIn e não no Instagram, por exemplo.

E aí, curtiu nossas dicas de e-commerce para quem está começando? Continue acompanhando nosso blog para mais dicas e curiosidades. Aproveite para deixar seu comentário com dúvidas ou sugestões.