Vendas virtuais e isolamento social: como ter um e-commerce de sucesso

O e-commerce já é uma tendência de mercado há anos, mas a pandemia do COVID-19 e o consequente isolamento social aceleraram alguns processos que estavam a passos mais lentos.Muitas pesquisas estão sendo desenvolvidas na tentativa de entender as mudanças de hábitos e consumos dos brasileiros durante e pós pandemia. O período de três meses desde que o isolamento começou é relativamente curto para termos certezas, porém já conseguimos apontar predisposições do mercado.

Durante abril, segundo dados da Compre&Confie, o e-commerce brasileiro faturou R$ 9,4 bilhões, um aumento de 81% em relação ao mesmo período de 2019.

As categorias que tiveram o maior crescimento em volume de compras foram:

  • Alimentos e Bebidas (aumento de 294,8% em relação a abril de 2019);
  • Instrumentos Musicais (+252,4%);
  • Brinquedos (+241,6%);
  • Cama, Mesa e Banho (+165,9%); e
  • Eletrônicos (+169,5%).

Uma pesquisa lançada pelo EBANX sobre os impactos da pandemia no comércio virtual mostrou que os brasileiros pretendem manter ou aumentar o volume de compras online durante e depois da pandemia.

Mas não basta ter uma loja virtual, é necessário saber como fazer ela ser mais eficaz na conversão em vendas.

Por isso, vamos dar algumas dicas para te ajudar a ter um e-commerce de sucesso e enfrentar o período difícil do coronavírus.

Reveja o planejamento do seu e-commerce

O planejamento do seu negócio precisa se adaptar para o novo momento!

Fique atento a pesquisas, novidades, não tenha medo de pedir ajuda e firmar parcerias importantes para o momento.

Estude o que seu público está procurando. Talvez para você seja importante agora dar uma atenção maior ao comércio online do que na sua loja física, ou seja, é momento de divulgar mais o seu e-commerce no Instagram, por exemplo. Fique atento às possibilidades!

Conheça a tecnologia

Você não precisa ser expert nas plataformas ou em programação, mas é importante ter conhecimento das ferramentas que existem no mercado e do que melhor atende suas necessidades.     

Existem diversas plataformas disponíveis:

  1. As gratuitas não personalizáveis;
  2. As de código fonte aberto que também são gratuitas, mas necessitam um grande conhecimento do código; ou
  3. As plataformas pagas que costumam ser personalizáveis, ter um suporte de qualidade e capacidade para uma grande demanda, mas que cobram uma porcentagem da receita.

Do mesmo modo, também existem diversas formas de receber pagamento nas lojas online:

  1. Por intermediários que cobram uma taxa fixa e uma taxa variável sobre o valor da venda, mas que ficam responsáveis pelo risco de fraude;
  2. Os gateways de pagamento, que cobram apenas a taxa fixa, mas necessitam da contratação de uma solução antifraude; e
  3. A integração direta que é melhor para lojistas virtuais mais experientes, pois necessita de uma infraestrutura e uma equipe que ficará responsável pelos aspectos técnicos.

Cada opção tem seus prós e contras, por isso analise se o que tem agora atende suas necessidades e prioridades.

Marketing Digital

O marketing digital é seu aliado para trazer tráfego ao seu site.

É uma área crescente e com diversos recursos para serem utilizados, como criação de conteúdo para blog, gerenciamento de redes sociais e e-mail marketing.

É possível gerar engajamento de forma orgânica, mas é recomendado aliar a anúncios pagos nas redes.

Cuide do seu site

Falando de marketing digital, não esqueça de cuidar do seu site!

Mantenha ele atualizado, troque banners de produtos em destaque e de promoções, invista em boas fotos, já que é a partir delas que seu cliente vai conhecer os produtos.     

Conheça ou contrate profissionais especializados em SEO (otimização para melhor ranqueamento em buscadores como Google). Invista no visual do seu site, colocando em primeiro lugar a funcionalidade para o usuário — existem técnicas baseadas em pesquisas que apontam até para onde vão os olhos do visitante quando ele entra no seu site. Conheça!

E não esqueça de otimizar o site para o celular, já que essa é a forma que 60% dos brasileiros (dados PagBrasil) acessa a internet.

Bom sistema de logística

Depois que o cliente realiza a compra, ele espera receber com agilidade o produto.     

Para uma boa experiência de compra e para um processo de qualidade, você precisa ter um bom sistema de logística que dê conta da sua demanda.

A Rodoê tem um serviço completo, com um software próprio para gestão dos processos com rastreabilidade de 100% dos pedidos. Além da utilização do mobile para interação e finalização das entregas.

São mais de 5 mil m² de área de distribuição com coleta em centros de distribuição e gestão de pedidos ponta a ponta nos produtos retirados em lojas e enviados pelos Correios.

Também realizamos a logística reversa, etapa pós-venda e prevista na lei de e-commerce em que o consumidor pode devolver ou trocar seu produto.

Leia mais: Logística reversa para E-commerce: toda loja virtual deve ter

Em muitos casos, o cliente precisa ir até uma agência dos correios para despachar, mas com a Rodoê isso não é necessário: vamos até a casa do consumidor!     

Para mais dicas pro seu negócio, veja outros conteúdos do nosso blog.